PUBLICIDADE

Ocorrência

Homem recebe advertência por manter macaco-prego em cativeiro sem autorização

Macaco-prego era mantido em cativeiro sem autorização (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

Polícia Militar Ambiental localizou o animal em uma propriedade rural, em Tupi Paulista, nesta terça-feira (8).

Durante patrulhamento na tarde desta terça-feira (8), a Polícia Militar Ambiental localizou em uma propriedade rural, em Tupi Paulista, um macaco-prego mantido em cativeiro sem autorização.
A corporação aplicou uma advertência ao responsável pelo animal “por ter em cativeiro espécimes da fauna silvestre”, incorrendo no disposto no artigo 25, parágrafo 3º, inciso III, da Resolução SMA-048/2014.
Além disso, a ocorrência será apresentada via ofício à Polícia Civil por, em tese, incorrer no disposto do artigo 29 da lei federal 9.605/98.
Pela falta de local adequado para a destinação e considerando que o animal estabeleceu uma “relação afetiva” com o seu possuidor, o macaco-prego permaneceu com o próprio infrator, no aguardo de uma decisão judicial, segundo a Polícia Militar Ambiental.