PUBLICIDADE

Saúde

Banco de Sangue de Dracena reforça pedidos de doações em razão das temperaturas amenas

Acompanhado do filho, Sidnei Silva, 35 anos, é doador de sangue desde 2013 e realiza a doação a cada três meses (Foto: Carlos Volpi/JR)

De acordo com o médico hematologista e responsável técnico, Sylvio Adir Miguel, indisposições com o frio e doenças respiratórias refletem na diminuição de doadores de sangue; atualmente, o estoque do Banco de Sangue é de 88 bolsas.

Por Carlos Volpi Da redação / Portal Regional

Com as temperaturas amenas registradas nos últimos dias e faltando quase um mês para a chegada do inverno, o Banco de Sangue da Santa Casa de Dracena reforça o pedido para as doações de sangue, uma vez que neste período, sempre é registrada queda no número de doadores o que, consequentemente, afeta o número de bolsas de sangues para serem feitas as transfusões para os pacientes necessitados.

Conforme o médico hematologista e responsável técnico do Banco de Sangue da Santa Casa de Dracena, Sylvio Adir Miguel, as indisposições com o frio e doenças respiratórias como: pneumonia, sinusite, gripe e até resfriado, acarretam a diminuição do número de doadores e, consequentemente, baixa no estoque de bolsas.

Segundo a enfermeira do Banco de Sangue da Santa Casa de Dracena, Maria Inês Cremon Miguel, atualmente, o estoque de bolsas de sangue tem 88 unidades do tipo concentrado de hemácias, e segundo Miguel, o ideal seria 300 bolsas, em média por mês.

De acordo com Maria Inês, o Banco de Sangue da Santa Casa de Dracena realiza uma média de 250 a 300 transfusões de sangue, no qual atende pacientes das Santas Casas de Dracena, Junqueirópolis e Tupi Paulista, além dos postos de saúde, UBSs e do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Dracena.

Ainda segundo a enfermeira, neste mês, do dia 1º até o dia 18 (ontem), 171 pessoas passaram pelo Banco de Sangue da Santa Casa, sendo que, apenas 143 puderam realizar a doação. Diariamente, cerca de 25 doadores passam pelo Banco de Sangue.

Acompanhado do filho, Pablo Henrique Ferreira Barbosa, 5 anos, o morador de Dracena, Sidnei Silva, 35 anos, está entre aqueles que puderam realizar a doação.

Sidnei é doador desde 2013, e a cada três meses comparece no local. “É uma forma de ajudar o próximo, a quem precisa” disse olhando para o filho, durante a sessão de coleta do sangue.

Conforme a profissional da saúde, Maria Inês, no estoque de bolsas de sangue há os tipos sanguíneos que são: A + e A -; B + e B -; AB + e AB– e O + e O -, e segundo ela, a maior necessidade no momento são todos os tipos sanguíneos negativos.

A enfermeira Maria Inês, ressalta que pessoas com câncer, diabetes, HIV e hepatites não podem realizar doações de sangue.

Interessados em doar sangue devem estar saudáveis e comparecerem no Banco de Sangue da Santa Casa de Dracena, munidos de documento com foto.

Antes da coleta de sangue, é feito o cadastro do doador e posteriormente a entrevista com séries de perguntas e triagem clínica.

Serviço -

O Banco de Sangue da Santa Casa está localizado ao lado da capela da Santa Casa de Dracena, na rua São Paulo. O horário de atendimento é das 8h às 11h.