PUBLICIDADE

Relacionamento

Mito dos feromônios: bebidas e perfumes prometem atrair parceiros

“Espirra isso aqui na nuca que os homens vão ficar de quatro por você”. “Dá uns goles nessa lata que elas vão te comer com os olhos”. Os produtos “afrodisíacos com feromônios” prometem aumentar o grau de sedução de quem os consome. Sinto um cheiro estranho nesse tipo de propaganda… Porque a própria ciência não chegou num consenso sobre a existência (ou não) dos tais feromônios humanos. Muito menos de que eles possam ser reproduzidos artificialmente e/ou embalados. Mas a indústria percebeu a ânsia das pessoas por uma fórmula mágica que lhes garanta amor e sexo incríveis.

Vamos combinar que, se a demanda é gigantesca, os lucros também seriam… Desde os anos 1990, as substâncias androstenediona e estratetraenol são vendidas com o nome de feromônios em colônias perfumadas e bebidas concentradas. Eis que um estudo publicado na revista Royal Society Open Science, em março, descartou a eficácia de ambas. Entre os animais, já foi comprovado que fêmeas (de algumas espécies) no cio excretam odores naturais capazes de atrair os machos ao redor. Acontece que humanos são mais complexos, não?

SUSPEITA-SE que as mulheres exalem feromônios durante o período da ovulação, mas não algo conscientemente percebido por outros. SUSPEITA-SE que os homens liberem um hormônio pelas axilas que chamaria a atenção da mulherada. De novo, faltam pesquisas e certezas. Agora, claro que a gente quer acreditar na ideia de que atraímos e somos atraídos por sinais secretos e instintivos. Aliás, quase como se pudéssemos descobrir nossa ~alma gêmea~ apenas sentindo seu cheiro no ar.

Talvez produtos “afrodisíacos” tenham “funcionado” para certas pessoas por motivos bem simples, dentre os quais: 1. Elas estavam predispostas à sedução ou à excitação, ou seja, já tinham a intenção e se comportaram de uma forma que colaborasse com a situação; 2. Elas acreditaram tanto no efeito dos supostos feromônios que se sentiram mais confiantes e foram mais diretas na sedução; 3. Ingeriram ingredientes vasodilatadores e estimulantes, como cafeína e extrato de guaraná, presentes em bebidas do tipo…