PUBLICIDADE

Beleza

Celulite não é gordura: entenda de uma vez qual a verdadeira relação entre elas

A ocorrência da celulite é bem mais comum entre as mulheres. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, 8 em cada dez têm algum grau de celulite. Tudo porque é mais comum no sexo feminino a gordura se acumular nas coxas, quadris e nádegas. Porém, celulite não é gordura, mas há uma relação direta entre as duas, entenda qual é:

Qual a relação entre celulite e gordura?
A celulite é causada por uma alteração no metabolismo que faz com que as fibras que sustentam a epiderme e a camada de gordura sequente repuxem a pele, causando os furinhos indesejáveis. Ela nada mais é do que uma inflamação causada pelo inchaço das células de gordura no corpo. Por isso, ela dói porque é uma inflamação.

Quanto mais intensa, ou seja, quanto maior o grau de inflamação na região, pior a dor. O local costuma ser mais dolorido quando está num grau mais avançado, quando a celulite é do tipo 3 ou 4.

Quando está no comecinho, do tipo 1, o quadro ainda é inaparente, e as alterações atingem primeiro a microcirculação. Até que o organismo começa a reagir ao líquido que fica retido na camada de gordura, engrossando as fibras de sustentação da gordura. Nesse momento, começam a surgir os primeiros sinais do aspecto enrugadinho.

A celulite do tipo 3 é a que faz aparecer os micronódulos, quando você apalpa a pele e já nota pequenas granulações. Já o grau 4 - pior deles, indica que há alterações muito importantes no tecido gorduroso e na pele. É quando há o aspecto de casca de laranja, com grandes furos sem que haja compressão da pele.